sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Porque....o Amor é...


"Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor? "

4 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Pois...a escrita dos séculos ainda perdura! Beijihnos.

6/2/09 9:17 da manhã  
Blogger Fenix said...

Já dizia o grande Camões!

É tudo isso e muito mais..., porque é impossível de descrever por palavras.

Gostei!

Abraço

6/2/09 1:34 da tarde  
Blogger flor said...

Eu também gosto muito deste soneto. :)

6/2/09 11:59 da tarde  
Anonymous Onda do Oceano said...

Boa noite.
Já há muito tempo que não lia "no meio do Oceano" e hoje deparo-me com este belo soneto que perdura no tempo e como só alguns conseguem... Tal como o Amor! E se me permite afinal ele veio aqui parar tal como um dia o fisei num dos comentários que fiz em Janeiro, creio que a 20.
Obrigada,
Onda do Oceano

22/2/09 11:27 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home